A margedom
Agora finge que se importa, que eu finjo que acredito.

 
E não há maldade no mundo que supere o sorriso daquela garota.   
 
simplesmente não consigo não demonstrar meu descontentamento.   
 
Só que ninguém vê, nem quando eu mostro   
Me dê motivos pra querer ficar.

 
Mais ele se importa, do jeitinho torto dele.   
Meu corpo, minhas regras.